Treinamentos

  O media training, também conhecido como treinamento de imprensa, é um processo de treinamento dos porta-vozes de determinada organização, com o objetivo de aperfeiçoar sua capacidade de se relacionar com os jornalistas, seja na hora das entrevistas, em eventos ou em encontros de relacionamento.

  O media training é essencial em qualquer estratégia de assessoria de imprensa, ou de relações públicas, planejada pela agência para seus clientes, antes que quaisquer ações proativas sejam executadas.

  O media training pode ser ministrado durante um dia, parte de um dia ou media trainings mais completos duram idealmente três dias. O roteiro é basicamente: apresentação da equipe que irá aplicar o treinamento, entrevista surpresa com o porta-voz, feita por um jornalista experiente ou que esteja atuando em algum veículo, para uma avaliação inicial; palestras e dinâmicas com um assessor de comunicação experiente, que irá explicar sobre o funcionamento da imprensa e qual o caminho ideal para se relacionar com os jornalistas, além de focar nas ‘key messages’ da empresa que deverão sempre ser mencionadas; por último, é feita uma segunda simulação de entrevista com o mesmo profissional de imprensa.

  A agência finalmente prepara um vídeo com as entrevistas, avalia detalhadamente os porta-vozes e envia um relatório analítico ao executivo, destacando quais são seus pontos positivos e analisando em que ele deve melhorar. É importante que o media training seja adequado a cada cliente, de acordo com a quantidade de porta-vozes, o segmento em que a empresa atua e a necessidade imediata.

  Existem treinamentos mais específicos como media training de crise, speaker training ou até mesmo, social media training. Cada um desses para simular uma situação:

– o media training de crise, como o próprio nome já diz, simula situação de crise em que os executivos são colocados em uma sala e recebem algumas informações relativas a um suposto problema e tem que lidar com ele e ao mesmo tempo atender imprensa.

– o speaker training é mais voltado para a preparação de um porta-voz para falar em público ou para melhorar sua apresentação com a imprensa. Normalmente é dado juntamente com o media training como sendo parte integrante do treinamento.

– o social media training, algo bastante inovador, é um treinamento de como os funcionários devem lidar com as redes sociais, já que praticamente cada colaborador de uma empresa é um porta-voz nas redes sociais. Esse treinamento voltado para empresas que querem qualificar melhor seus colaboradores de forma a evitar problemas nas redes sociais.

Serve para: preparar executivos para conceder entrevistas.
Resultados: melhora o entedimento do porta-voz sobre a imprensa e melhorar resultados de imprensa.
Para quem serve: comércios, indústrias e serviços.

  Informar colaboradores e funcionários sobre os rumos, metas e novidades de uma empresa é tão ou mais importante que manter um contato efetivo com stakeholders externos de um negócio. Como isso acontece? Diante de tantos setores e fluxos de informação, na maior parte das vezes este processo de comunicação se torna muito mais complexo do que aparenta.

  Com o advento das redes sociais, a informação hoje é divulgada por todos e em tempo real. Por isso é fundamental que os profissionais conheçam as políticas e diretrizes de suas empresas, para que saibam como se portar e para qual direção focar seus esforços diante das mais diversas exigências e expectativas. Departamentos de comunicação interna bem preparados são peças-chave para o sucesso desta empreitada.

  Com nossa experiência, podemos treinar profissionais e departamentos de todos os segmentos para que ampliem os horizontes da comunicação e se adéquem às novas exigências e cobranças do mercado atual. Equipes mais bem informadas são capazes de enfrentar crises, criar soluções inovadoras e ampliar o aproveitamento de suas empresas diante de novos mercados, identificando boas oportunidades de crescimento.

Serve para: ampliar os fluxos de informações e ações de uma empresa.
Resultados: melhorar o desempenho de empresas diante de crises, oportunidades de mercado e criação de soluções inovadoras.
Para quem serve: comércios, indústrias e serviços.

Que tal um orçamento sem compromisso?